Criança Homeopatizada, CRIANÇA FELIZ!

556 0
Dr. Hermes Falleiros é formado pela Faculdade de Medicina de Santo Amaro com residência em Pediatria no Hospital Infantil ‘’Menino Jesus’’.

Eu sempre digo às mães dos meus pequenos pacientes que a infância de crianças tratadas com Homeopatia é diferenciada. De fato, eu criei meus dois filhos com Homeopatia e agora estou tendo a mesma experiência com a minha neta, hoje com um ano e meio.

Como já expus em outros artigos, a homeopatização das crianças pode começar no útero materno, com o tratamento realizado durante a gestação.

E desde o nascimento, a criança recebe o acompanhamento homeopático, que deve ser realizado por um pediatra que tenha se especializado em Homeopatia.

Não adianta querer levá-la a farmácias homeopáticas ou aos chamados terapeutas, que prescrevem medicamentos homeopáticos sem o devido conhecimento de Medicina, e neste caso em particular, de Pediatria, já que a criança não é um adulto em miniatura, requerendo um acompanhamento especializado, que inclui orientação alimentar e dietética, e acompanhamento do desenvolvimento neuropsicomotor e podero-estatural.

A criança assim acompanhada, recebendo as orientações inerentes às suas reações individuais às diversas alterações climáticas e ambientais, e se necessário, recebendo medicamentos homeopáticos desenvolvidos para atenuar e neutralizar essas reações, e ainda recebendo o medicamento que equilibra o seu temperamento e aumenta a sua imunidade, passa uma infância adoecendo muito menos do que as crianças de sua idade e do seu convívio familiar e escolar, e quando isso acontece, a sua recuperação é mais rápida, e na grande maioria das vezes, sem ser necessário o uso de medicamentos que acabam trazendo efeitos colaterais danosos, com antibióticos e corticoides, além de outros.

E o melhor de tudo é a adesão da criança ao tratamento, pois não há remédios ruins nem injeções doídas…

Muitos pais têm medo de tratar seus filhos pela Homeopatia por causa de falsos conceitos e mitos, que felizmente já caíram por terra com o avanço que essa especialidade alcançou nos últimos anos. Assim, não é verdade que o remédio homeopático demore para fazer efeito, pois conseguimos a cura de doenças agudas febris em um tempo muito menor do que o uso de antibióticos. O efeito da Homeopatia não é meramente psicológico, já que bebês recém-nascidos e animais respondem muito bem ao tratamento homeopático, e a agricultura já vem se beneficiando há um bom tempo de remédios homeopáticos para a fertilidade da terra e o combate às pragas, evitando o uso de agrotóxicos e adubos químicos, nocivos à saúde.