Desvios Posturais na Adolescência

1165 0

Fisioterapeuta formada em 2009 pela UNIFRAN, Pós graduação em Ortopedia /Postura e Traumato /Desportivo em 2011 pela UNIFRAN, Formação em Pilates Clínico Funcional em 2010 pelo IPES, Aprimoramento em RPG/RSM em 2014 pelo IPES, Aprimoramento em técnicas manipultivas e Terapia Manual 2016/2017.

A coluna vertebral possui curvaturas fisiológicas: a lordose cervical, cifose dorsal, lordose lombar e cifose sacrococcígea, fundamentais para o ortostatismo (posição em pé) e a marcha humana.

São consideradas curvaturas patológicas a escoliose, a hipercifose e a hiperlordose lombar.

- VAMOS FALAR SOBRE A ESCOLIOSE -
A escoliose é uma inclinação lateral da coluna vertebral, com rotação e inclinação lateral das vertebras, afetando não somente os discos vertebrais, mas também músculos, ligamentos, tendões, partes ósseas.

É importante fazer a distinção entre escoliose estrutural (escoliose verdadeira) e escoliose funcional (atitude escoliótica).

Na escoliose funcional (não estrutural), como o próprio nome diz, não há anormalidades estruturais, as vértebras sofrem rotação e a curva em muitos casos pode ser reversível.

A Escoliose sendo uma doença de caráter estrutural ou não, necessita de detecção precoce e a prevenção, associados às orientações quanto à postura correta, pois a maioria dos problemas é decorrente de causas desconhecidas e da má postura durante as atividades de vida diária.

Nos dias de hoje, com a correria da vida moderna e a aquisição de vários hábitos não tão saudáveis e com atividades que beiram o excesso, vemos muitos jovens sobrecarregados de atividades diárias que muitas vezes favorecerem os maus hábitos posturais.

Sendo a adolescência o início do crescimento acelerado dos sistemas esquelético e muscular, as alterações posturais são desencadeadas nesta fase por não se desenvolverem harmoniosamente. O uso excessivo de mochilas com o peso acima do que a criança deve suportar, ou ainda, diferença dos membros inferiores real ou aparente e desalinhamentos da cintura pélvica são fatores que contribuem para o surgimento de um desvio postural como a escoliose.

desencadeadas nesta fase por não se desenvolverem harmoniosamente. O uso excessivo de mochilas com o peso acima do que a criança deve suportar, ou ainda, diferença dos membros inferiores real ou aparente e desalinhamentos da cintura pélvica são fatores que contribuem para o surgimento de um desvio postural como a escoliose.

A postura adequada na infância/adolescência ou a correção precoce de desvios posturais nessa fase possibilitam padrões posturais corretos na vida adulta. Quando só detectado na maturidade podem se tornar problemas irreversíveis.

Na fisioterapia existem possibilidades de tratamento da escoliose quando detectada precocemente. É necessário avaliar para se ter o tratamento adequado. Há técnicas que possibilitam a melhora da qualidade da postura através do realinhamento articular, fortalecimento e flexibilidade muscular gerando assim uma melhor qualidade de vida do indivíduo.

Dentre elas destacamos o RPG, o Pilates, e as manipulações osteopáticas quando indicadas.

São técnicas que trazem bastantes resultados na correção da postura escoliótica.

Agende uma avaliação e saiba mais!

Leave a comment