O Câncer Infanto-Juvenil

115 0
Médica formada pela Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte – CE com residência em Pediatria pelo Hospital São Rafael – SUS/BA, residência em Oncologia Pediátrica pela Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre – RS.e  Oncologista Pediátrica do Grupo Santa Casa de Franca.

O câncer infanto-juvenil constitui um grupo de doenças secundárias através da proliferação descontrolada de células anormais em qualquer local do organismo. Os tumores, mais frequentes nessa faixa etária, são as leucemias (que afetam os glóbulos brancos), os que atingem o sistema nervoso central e os linfomas (com acometimento do sistema linfático). Diferente do câncer no adulto, os fatores relacionados ao estilo de vida (como o tabagismo) ou ao ambiente, não possuem influência no desenvolvimento da doença em crianças. No Brasil, o câncer representa a primeira causa de morte, não acidental em pacientes de 1 a 19 anos, sendo estimados cerca de 8.500 casos novos a cada ano.

O avanço no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Atualmente, em torno de 80% dos acometidos podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados, como o Hospital do Câncer de Franca. É fundamental que os pais e profissionais estejam atentos aos sinais de alerta: palidez, hematomas, sangramento, alterações oculares, linfonodos aumentados, perda de peso ou febre inexplicada, inchaço abdominal, dor de cabeça persistente, alteração de equilíbrio e dor óssea. Diante disso, o rápido diagnóstico e o início breve da terapia necessária são fundamentais para o aumento das chances de cura.

Pela sua complexidade, o tratamento deve ser realizado em centro qualificado e compreende três modalidades (quimioterapia, cirurgia e radioterapia). O Grupo Santa Casa de Franca, conta com profissionais dedicados ao cuidado integral do paciente, como oncologista pediatra, cirurgiões, radioterapeutas, patologistas, radiologistas, enfermeiros, psicólogos, dentistas, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas, farmacêuticos, pedagogas, fonoaudiólogas, terapeutas ocupacionais e capelães. Entendemos que a cura não deve se basear somente na recuperação biológica, mas também no bem-estar e na qualidade de vida dos doentes e seus familiares.

No Grupo Santa Casa, são atendidos pacientes de Franca e de mais 21 municípios, que são encaminhados através da Rede Hebe Camargo. Atualmente, quase 70 crianças e adolescentes realizam tratamento ou acompanhamento no Hospital do Câncer. O Instituto Ronald McDonald é um forte aliado na estruturação do serviço, tendo tornado possível a reforma do ambulatório de quimioterapia infanto-juvenil e a modernização dos leitos oncológicos na internação pediátrica. Através da próxima campanha do McDia Feliz de 2021 que acontecerá no dia 23 de outubro (sábado), será promovida a remodelação da classe hospitalar e da brinquedoteca do Hospital do Câncer, garantindo ainda mais humanização e acolhimento durante o tratamento. O Grupo Santa Casa de Franca, as crianças e suas famílias contam com a participação e engajamento da população e dos empresários da região nessa causa tão nobre e importante.