O medo que te impede de ser melhor!

595 0
Prof. Dra. Eloisa Reis é cirurgiã dentista, especialista e mestre em odontologia restauradora estética. É formada pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP) e pós-graduada pela Universidade de São Paulo (FORP-USP). É professora da APCD de Ribeirão Preto e Franca em Odontologia Estética.

O medo do dentista é muito comum, chega a ser fobia. Uma pesquisa recente realizada pela Associação Americana de Odontologia mostra que 3 entre 10 adultos compartilham esse problema. Estudos também comprovam que quanto maior o medo, pior a saúde bucal do indivíduo. Quando a necessidade do paciente envolve um procedimento cirúrgico, o medo dispara automaticamente.

Diante de uma situação como essa o paciente permanece com graves problemas e dificuldades para se alimentar, apresenta dor, dentes fraturados, infeccionados por longo tempo, se automedicam e convivem com uma bactéria perigosa na boca que, no ato de mastigar é levada para todo organismo.

O procedimento de implante dentário, por exemplo, é bem simples atualmente. Implante dentário não dói, já que é feito com anestesia local, a mesma que se usa para qualquer procedimento dentário.

Assim como o procedimento, o pós-operatório também é simples e tranquilo. Recomenda-se o uso de medicação apropriada e comum proporcionando ao paciente ter uma recuperação rápida e sem desconforto.

Atualmente, é possível fazer a colocação dos implantes sem precisar cortar a gengiva, através da chamada cirurgia guiada. A cirurgia guiada, quando possível de ser realizada, é feita inicialmente no computador, depois tem-se o modelo da boca do paciente com os implantes colocados e uma guia que irá mostrar o exato local na boca no ato cirúrgico, não precisando cortar a gengiva e nem dar pontos.

Na verdade hoje, o procedimento é muito tecnológico e a dor inexistente, já que a maior novidade não está no implante em si, mas nos exames realizados antes do procedimento, e na maneira como este será executado.

Independente do motivo que o leva a chegar ao ponto de não procurar um dentista lembre-se:

– A odontologia está cada vez mais avançada em procedimentos que proporcionam maior conforto para seus pacientes, confie também na tecnologia.

– Tire todas as dúvidas. Você não precisa entender do assunto e seu dentista está lá para isso. Peça que ele explique todas as opções de tratamentos, tempo de duração e demais procedimentos.

– Antes de começar, explique ao dentista como se sente, ele está apto a entender e tratá-lo conforme a sua necessidade.

– Se, contudo ainda for necessário, o dentista está apto para usar medicação e procedimentos para acalmá-lo.

– O problema não é resolvido com mágica. Adiar também não é o ideal. Procure um profissional de confiança. Faça uma pesquisa para encontrar este parceiro que cuidará da sua boca.

Consultório
Av. Elias Abrão, 201 – Bairro São Joaquim
Tel. 3702-7765