Por que o Pilates é tão indicado na Gravidez?

626 0
Formada em Educação Física pela Universidade Federal de Uberlândia, especializada em Fisiologia do Exercício pela Universidade de Franca, professora de pilates no Espaço Vida Pilates Funcional.

O principal conceito do método pilates é integração e equilíbrio entre corpo, mente e espírito, ou seja, uma técnica que une condicionamento físico e mental, por isso ele é tão indicado durante o período gestacional. Na gestação, a mulher sofre grandes alterações musculoesqueléticas, fisiológicas e emocionais, e com a prática do pilates ela consegue alcançar um estado de tranquilidade física e emocional que possibilitará as realizações de suas atividades diárias sem muito esforço, e que ao mesmo tempo, irá preparar o seu organismo para um parto calmo e saudável.

Todas essas alterações hormonais, circulatórias, respiratórias, pelas quais a gestante passará, serão de grande importância para que seu corpo possa naturalmente se transformar, para formar, desenvolver e acomodar o seu bebê. Porém, durante esse período algumas gestantes relatam alguns sintomas, que na verdade são considerados como características próprias da gravidez, como náuseas, vômitos, constipação, vertigem, palpitações, sonolência, insônia, cãibras, depressão, varizes e principalmente a lombalgia. E para minimizar o aparecimento desses sintomas é fundamental uma alimentação adequada, respiração correta, com o máximo de oxigenação do organismo e principalmente a prática regular de atividade física.

E é neste contexto que se insere o pilates, por se tratar de uma técnica de exercícios individualizada, segura, que promoverá melhora da flexibilidade, fortalecimento muscular geral e principalmente de músculos que serão muito exigidos durante o período gestacional, pois o método tem como base o fortalecimento do “power house” ou centro de força, região formada pelos músculos do abdômen, assoalho pélvico, eretores da coluna e flexores e extensores do quadril, proporcionando estabilização do tronco, da pelve, promovendo uma melhor sustentação da coluna e principalmente da região lombar, contribuindo assim para que a gestante tenha uma gravidez tranquila, um bom trabalho de parto e até mesmo para os cuidados com o bebê no pós-parto. Dentre outros benefícios:

– Favorecimento do parto normal, diminuição do risco de incontinência urinária na gravidez e também no pós- -parto: devido ao fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico, a futura mamãe aprenderá a controlar melhor a região pélvica, pois os órgãos dessa região baixam de seu alinhamento normal, em resposta ao aumento na pressão sobre a musculatura do assoalho pélvico, podendo ocorrer incontinência urinária, tanto na gravidez, quanto no período após o parto;

– Melhora da postura, diminuição e tratamento da dor lombar: através do fortalecimento dos músculos do cinturão abdominal. Várias alterações posturais ocorrem na gestação, a região lombar acentua sua curvatura com o crescimento uterino frontal, assim como a região torácica também tem que se adaptar ao crescimento do volume das mamas, aumentando a cifose dorsal;

-Melhora a qualidade do sono: O que consequentemente aumentará a energia diária da futura mamãe;

– Ajuda no Controle do peso: O aumento de peso é necessário para nutrir o feto, porém às vezes esse aumento é exagerado, e a prática regular de exercícios aumenta o gasto energético, contribuindo para esse controle;

– Melhora da circulação sanguínea e diminuição do inchaço: As varizes podem aparecer ou serem agravadas na gestação, podendo ocorrer um desconforto ou até mesmo uma dor intensa nos membros inferiores. Os exercícios do pilates promovem a melhora da circulação sanguínea, ajudando a combater essas dores e a prevenir as câimbras na panturrilha;

– Melhora da respiração: Aprende-se a respirar melhor, de maneira profunda e controlada, este tipo de respiração é o indicado para a hora das contrações e do próprio parto.

O método pilates é o método ideal de exercícios para trazer mais conforto durante a gravidez e o parto, e também ao pós-parto. Ele melhora a concentração e permite que a futura mamãe possa desenvolver um excelente relacionamento com o seu corpo ao exercitar-se, o que é especialmente importante durante a gestação.